Mário Macieira empossa diretoria da Subseção de Barreirinhas

O órgão, criado em 2012, terá como presidente o advogado Orlando Silva

O presidente da OAB/MA, Mário Macieira, empossou os membros da diretoria da Subseção da OAB de Barreirinhas na última sexta-feira, 22/03. Foram empossados os advogados Orlando da Silva Campos (Presidente), James da Silva Bezerra (Vice-Presidente), Sandra Maria Gonçalves Rocha (Tesoureira), Natanael Estevão Corrêa (Secretário Geral) e Marília de Carvalho Portela Luz (Secretária Geral Adjunto).

A Subseção de Barreirinhas foi criada em 2012, por resolução do Conselho Seccional da OAB/MA. A primeira diretoria eleita da unidade da OAB deve trabalhar, segundo Orlando Campos, em uma sala cedida no Fórum Deputado Luciano Fernandes Moreira. Também haverá uma sala de apoio na Vara do Trabalho, local onde serão recebidos os advogados que militam na cidade de Barreirinhas e os que estiverem em trânsito, oriundos de outras cidades maranhenses ou que fazem parte da base territorial da subseção, informa o presidente.

Dentre as ações e os projetos a serem implementados pela diretoria recém eleita estão os seguintes: reivindicar a criação de uma 2ª Vara para a comarca de Barreirinhas; visitas a todos os juízes e promotores das comarcas da base territorial da subseção, a fim de tratar sobre as prerrogativas dos advogados e valorização da advocacia; reivindicar a instalação de salas (parlatórios) nas delegacias de polícia, para que os advogados possam atender os seus clientes com privacidade e em condições humanas; aumentar o número de advogados de 22 para 60 inscritos na Subseção; capacitar os advogados para o uso de Certificados Digitais, possibilitando-os operar o Processo Judicial Eletrônico - PJE da Justiça do Trabalho, o PROJUDI e os demais sistemas/softwares que possibilitam peticionar na Justiça Federal, TRE, STJ e STF;

A diretoria da nova Subseção da OAB também pretende reivindicar cursos de capacitação para os advogados inscritos na subseção; realizar audiências públicas, com vistas a conscientizar a população e os operadores do direito a abraçarem a luta em defesa do meio ambiente equilibrado e saudável, bem como fazer valer o Estado Democrático de Direito, através do manejo das ações judiciais competentes, para coibir qualquer tipo de afronta à dignidade do advogado, quando estiver investido legalmente do exercício de sua profissão.

Fonte: http://oab-ma.jusbrasil.com.br


Imprimir   Email