Salão de Turismo da Rota das Emoções começa quinta (28), em Barreirinhas

Começa quinta-feira (28) a segunda edição do Salão de Turismo da Rota das Emoções, na cidade de Barreirinhas, porta de entrada para os Lençóis Maranhenses, um dos principais destinos do roteiro. O evento segue até sábado (30), sendo uma realização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Maranhão.

“O Salão de Turismo da Rota das Emoções é um projeto vencedor, que envolve o Piauí, o Ceará e o Maranhão. Para nós é um grande desafio realizar essa segunda edição, já que a primeira, realizada no Piauí, foi grandiosa. “O Piauí foi pioneiro em sediar o Salão, realizando um evento coroado de êxito. Aprimoramos a ideia, e esperamos fazer um evento maior e melhor do que o realizado em 2013”, afirma o diretor técnico do Sebrae no Maranhão, José Morais. 

O projeto do salão teve início em 2013 no Piauí. O evento ocorrerá anualmente, em sistema de rodízio, em cada um dos Estados do roteiro. Este ano, o salão será sediado no Maranhão, e em 2015, no Ceará, sendo é um espaço de apresentação e promoção dos atrativos e serviços desse roteiro. A ideia é ampliar a oportunidade de acesso a mercados por parte dos empresários que compõem o trade turístico desse destino, além de fortalecer as relações entre iniciativa privada, poder público e comunidade. 

“O Salão é uma forma de divulgarmos o que acontece na Rota das Emoções, aproximando todos que atuam na região do roteiro, reconhecido pelo Ministério do Turismo como o melhor do país. Estamos fazendo muito pela nossa região e os resultados vão além do esperado. Além de fomentar o turismo, estamos conseguindo aproximar gestores públicos, que unidos estão buscando soluções para os problemas desse território”, comenta o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Ulysses Moraes. 

Esta edição do Salão envolverá Mostra de Turismo dos Municípios, Espaço do Conhecimento - mesas redondas, painéis, seminários; Festival Gastronômico, rodadas de negócios, além de apresentações culturais. Serão trabalhados quatro eixos temáticos: preservação ambiental, sustentabilidade e exploração econômica; educação, cultura e turismo nos municípios; inclusão social via turismo sustentável; e infraestrutura e acessibilidade.

Os quatorze municípios que fazem parte da Rota terão estandes no Salão de Turismo. Do Piauí, estarão presentes representantes de Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia. Do Ceará, os municípios contemplados serão Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara. Barreirinhas, Paulino Neves, Araióses, Tutóia e Santo Amaro serão as cidades do Maranhão representadas no Salão. 

Entre os expositores do salão estarão ainda operadores e agentes de turismo parceiros da Rota das Emoções, cooperativas artesanais, e meios de alimentação. 

Nos encontros de negócios, representantes de operadoras nacionais se reunirão com empresários do trade turístico da região, a fim de que a comercialização do roteiro possa avançar nos mercados nacional e internacional. “O Governo do Estado apoia esta iniciativa porque entende que o Salão de Turismo é muito importante para divulgar a Rota das Emoções e para promover uma maior integração entre os municípios”, declara o secretário de Turismo do Estado do Piauí, Luís Neto. 

O prefeito de Barreirinhas, Leo Costa, falou que a cidade estará preparada para receber os visitantes do Salão e que acredita no sucesso do evento. “Precisamos nos engajar nesse esforço gigantesco do Sebrae para fazer o turismo avançar. E esse evento é uma das ações que compõem esse projeto de consolidação da atividade turística nessas regiões”, afirmou. 

No espaço do Piauí no Salão de Turismo, estarão presentes empresários do trade turístico e artesãos, mostrando as potencialidades de cada um dos municípios do Estado que compõem o roteiro, bem como a infraestrutura existente na região para receber os turistas. O Piauí será destaque ainda por meio das apresentações culturais, que ocorrerão dentro da programação do salão. No espaço de comercialização cooperativas artesanais do Estado vão comercializar peças em cestaria e trançados, rendas e bordados, tipologias predominantes nas cidades que compõem o roteiro. 

Fonte: Jornal O Dia


Imprimir   Email